CONCURSO: 100 mil disputam vagas na PM/MA

Cerca de 100 mil candidatos disputam 1.214 vagas nas carreiras de soldado e tenente, com exigência de níveis médio e superior, no concurso da Polícia Militar do Maranhão.

Desde a quarta-feira, os candidatos já podem consultar o local das provas objetivas que serão aplicadas neste domingo (17) nas cidades de São Luís, Imperatriz e Caxias e também no Piauí. A consulta está disponível no site http://www.cespe.unb.br/concursos/pm_ma_17.


O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Gestão, Patrimônio e Assistência dos Servidores (Segep), divulgou, nesta sexta-feira (15), a demanda de candidato por vaga no concurso. O documento está disponível no site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) no link: http://www.cespe.unb.br/concursos/pm_ma_17/arquivos/PM_MA_17___DEMANDA_DE_CANDIDATOS_POR_VAGA.PDF

Maranhão constrói rede inédita de ensino integral

Fonte: Secap
Fotos: Jeferson Stader e Divulgação
15/12/17


Até 2015, o Maranhão nunca havia tido uma rede de escolas públicas de ensino integral. Isso mudou. Em apenas três anos, o Governo do Maranhão construiu essa rede de escolas integrais em diversas regiões. E, hoje, são 18 escolas desse tipo. 

A escola integral é considerada a mais completa porque melhora o aproveitamento do tempo, estimula a criatividade, permite mais práticas esportivas, aumenta o rendimento do aluno, pode ensinar uma profissão e dá tranquilidade aos pais, entre outras vantagens.

A rede de 18 escolas já está sendo ampliada e em 2018 vai quase triplicar. As que já estão em funcionamento oferecem recursos e ferramentas que muitas escolas particulares não têm. 

O Maranhão adotou, desde 2015, dois modelos de ensino integral: os Centros Educa Mais e os Institutos de Educação, Ciência e Tecnologia (IEMA). O primeiro é ensino regular, com uma grade curricular ampla e diversa. O segundo é ensino técnico e profissionalizante. Isso significa que, além do diploma do ensino médio, o aluno também sai com um diploma profissional técnico. 

Educa Mais

Atualmente, são 11 unidades do Educa Mais em todo o Estado, atendendo cerca de 4 mil estudantes. “Foi um passo substancial dado até agora. Até 2014, não havia nenhuma escola integral”, diz o secretário de Estado de Educação, Felipe Camarão. 

Os alunos começam o ano letivo escolhendo as áreas em que têm interesse de aprofundar o conhecimento. São várias opções: arte, estética, música, linguagens, ciências humanas, matemática, ciências da natureza, etc. 

A carga horária é de quase oito horas diárias, de segunda a sexta-feira. O horário pode até assustar no início, mas logo é visto pelos estudantes como uma grande vantagem. “Se a gente dissesse para alguém que ia ficar esse tempo todo na escola, iam chamar a gente de louca. Mas a verdade é que é maravilhoso”, diz Ingrid Brenda Santos Sá, 16, do Centro de Ensino Dorilene Silva Castro, no Coroadinho, em São Luís. 

“Nessas escolas, os jovens exercitam essas competências diariamente, seja através das metodologias executadas, seja através da vivência com seus colegas, com os professores e com a gestão escolar”, afirma a gestora da Educação Integral na Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Fernanda Passos.

IEMA

Quem entra no IEMA sabe que vai sair pronto para o mercado de trabalho. É algo que a rede pública estadual jamais havia experimentado até 2015. 

Até agora, são sete unidades plenas no Maranhão. Os cursos oferecidos são pensados para ampliar as chances de os alunos conseguirem emprego. Se a vocação da região é agropecuária, por exemplo, o IEMA oferece cursos que tenham a ver com esse mercado. 

Mesmo com pouco tempo de existência, o IEMA já virou referência na educação, conquistando prêmios nacionais e internacionais. 

Aluna do 1º ano e do curso técnico de Informática, Laís Gomes, 14 anos, diz “pela primeira vez na vida estou estudando em uma escola boa e integral”. De acordo com ela, “aqui, professores e diretores escutam nossas opiniões, a gente participa das decisões. Isso tudo faz do IEMA uma escola melhor, diferente de todas”.

O reitor do IEMA, Jhonatan Almada, diz que o instituto representa um marco para o ensino maranhense, com ampla “capacidade de gerar oportunidades educacionais para a juventude”. 

Centros Educa Mais (unidades já em funcionamento):
Almirante Tamandaré (São Luís)
Joana Batista (São Luís)
Mônica Vale (São Luís)
Margarida Pires Leal (São Luís)
Dorilene Silva Castro (São Luís)
Barjonas Lobão (São Luís)
Cidade de São José de Ribamar (São José de Ribamar)
Aquiles Batista Vieira (Alcântara)
Poeta Antônio José (Santa Inês)
Kiola Costa (São Bento)
Jacira de Oliveira e Silva (Timon)

IEMA (unidades já em funcionamento):
Axixá
Bacabeira
Coroatá
Pindaré-Mirim
São José de Ribamar
São Luís
Timon

Ausência de vereadores: Câmara entra em recesso sem votar Orçamento

Mesa Diretora para o biênio 2019/2020 eleita na sessão desta quinta (14) 
A Câmara Municipal de Imperatriz entrou oficialmente em recesso nas suas atividades legislativas nesta quinta-feira (14) sem votar o Orçamento do Município para 2018. O motivo: a ausência de dez vereadores da base do prefeito Assis Ramos, fato que trancou a pauta por falta de quorum de 2/3 dos vereadores.

Na sessão, que elegeu a nova Mesa Diretora para o biênio 2019/2020, compareceram onze vereadores.

A sessão da eleição só começou depois da segunda verificação de quorum, como prevê o Regimento Interno da Casa. No caso da eleição, o RI diz que na segunda verificação vale a maioria simples.

Após a sessão da eleição, conduzida pelo vereador reeleito mais votado na última eleição, Rildo Amaral, o presidente José Carlos retomou os trabalhos e fez uma terceira verificação de quorum. Como não havia o número regimental para votar a peça orçamentária, o presidente encerrou a sessão – a última do calendário legislativo antes do recesso. Agora, o prefeito Assis Ramos terá que fazer uma convocação extraordinária da Casa para votar o Orçamento.


A Câmara Municipal volta do recesso legislativo na primeira terça-feira (6) de fevereiro de 2018.      

Flávio Dino entrega Casa de Apoio a pacientes com câncer

Fonte: Secap
Texto: Fabiana Akira
Fotos: Karlos Geromy e Luiz Paula
13/12/2017


O governador Flávio Dino inaugurou na manhã desta quarta-feira (13) a Casa de Apoio do Hospital de Câncer do Maranhão. Localizada na Madre Deus, em São Luís, a Casa de Apoio vai abrigar pacientes do interior do estado e seus acompanhantes.

“Nós temos uma política consistente no tratamento do câncer, uma política séria e uma série de investimentos muito importantes. Agora, estamos implantando essa casa de apoio para dar melhores condições de tratamento para os pacientes e também para suas famílias. É um instrumento de humanização e, portanto, maior eficiência para o tratamento”, afirmou o governador.

O novo equipamento tem capacidade para oferecer acolhimento de 28 pacientes internados na unidade de referência estadual, servindo como como um espaço de assistência humanizada.

“É uma casa de apoio que dá um novo sentido a um prédio que estava abandonado há muitos anos e que passa a abrigar os pacientes e seus acompanhantes que enfrentavam um duplo sofrimento”, disse o secretário da Saúde, Carlos Lula.

“Não só o sofrimento que é enfrentar a doença, mas o sofrimento também da imensa e brutal desigualdade social do estado. A pessoa vinha do interior, caminhava quilômetros atrás de um tratamento e chegando aqui não tinha onde ficar. Então o Estado passa a estender a mão e cuidar dessas pessoas aqui na Casa de Apoio”, acrescentou o secretário.

Estrutura

Com investimento de R$ 1,1 milhão, o imóvel conta com área total de 1.630m² e 938m² de área construída, 28 leitos, refeitório, área de vivência, cozinha, banheiros, sala de TV, sala de leitura, sala de estar e área administrativa, com área de repouso para técnicos. O pavimento superior possui três grandes salões, que possibilitam a ampliação dos leitos e serviços.

“Esse é mais um investimento feito pelo Governo Flávio Dino que demonstra a sensibilidade em investir naquilo que é mais importante e prioritário para melhorar a vida das pessoas”, destacou o secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto.

Os acompanhantes e pacientes acolhidos na Casa de Apoio terão todas as principais refeições fornecidas gratuitamente. Anteriormente, no local, funcionava a Fundação da Criança e do Adolescente do Maranhão (Funac), que mudou de prédio.

Tratamento do Câncer

O Hospital de Câncer do Maranhão é referência no atendimento especializado a pacientes oncológicos na rede estadual de saúde e, há dois meses, passou a ser exclusivamente para o tratamento da doença, quando o Governo do Estado inaugurou o Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO).

“Nós já implantamos a radioterapia na cidade de Imperatriz, uma unidade de tratamento ao câncer de crianças também em Imperatriz e, há dois meses, em São Luís, passamos a ter pela primeira vez em nossa história um hospital público exclusivo para o tratamento de câncer, porque tiramos os pacientes de ortopedia e colocamos em outro hospital, de modo que nós temos definitivamente um hospital exclusivo para esse tratamento”, afirmou Flávio Dino.

Apoio

Presentes na inauguração, os pacientes acolhidos pela Fundação Antônio Bruno, que precisam se deslocar para realizar tratamento de câncer na capital, ressaltaram a importância da inauguração.

“Essa casa é muito importante para quem faz tratamento porque passamos a nos sentir acolhidos pelo Governo do Estado. Com certeza essa casa vai ajudar muitas pessoas que estão precisando desse apoio e desse abrigo aqui na cidade”, contou Nádia Reis Costa, que saiu de Nova Olinda para realizar tratamento no Hospital do Câncer.

Para o presidente da Fundação, Antônio Lima Sousa, a Casa de Apoio do Governo do Estado vem para somar o trabalho já realizado pela Antônio Bruno com o apoio da gestão estadual. “É uma casa que vai contribuir muito porque a demanda é muito grande. Ela vai ajudar a manter acolhidos os pacientes que vêm para São Luís e não têm onde ficar”, destacou.

Radioterapia

Durante a inauguração, o governador Flávio Dino anunciou para fevereiro do próximo ano a chegada de uma nova máquina para auxiliar no tratamento oncológico do Maranhão.

“Em fevereiro nós teremos um novo equipamento de radioterapia no Hospital Aldenora Bello. Adquirido com dinheiro do Governo do Estado, o equipamento significa a duplicação da capacidade de tratamento do Aldenora Bello, mostrando que nós temos uma preocupação permanente para qualificar o atendimento desses pacientes que precisam desse tipo de atenção”, finalizou o governador.

“Onde tem maranhense, o Governo está presente”

Fonte: Secap e Seduc
Texto: Izabella Silveira e Raphael Garreto
Fotos: Gilson Teixeira e Jardel Scot

08/12/2017

Na última sexta-feira (8), foi a vez dos municípios de Lagoa Grande, Lago do Junco e Lago dos Rodrigues receberem a visita do governador Flávio Dino e comitiva de secretários. Juntos, eles inauguraram obras do Mais Asfalto, Escola Digna, sistema de abastecimento de água e entregaram importantes incentivos para a agricultura, como mais de 15 toneladas de sementes, kits de irrigação e títulos de regularização fundiária para agricultores. 

“Onde tem maranhense o Governo tem que estar presente. Não importa se no município são duas mil, dez mil pessoas. Só se governa bem pisando no chão da realidade”, afirmou o governador sobre as entregas. 

Lagoa Grande
Na primeira parada do dia, o município de Lagoa Grande recebeu importantes inaugurações, como a de uma Escola Digna, que foi entregue pelo secretário de Educação Felipe Camarão no Projeto de Assentamento (PA) Cigra - Vila Kênio. Essa foi a primeira escola em campo de assentamento construída pelo Governo do Maranhão. 

“Agora a gente tem a força do Estado no campo. Para muita gente, ter uma escola com uma geladeira, um freezer, sala de aula equipada parece pouco, mas para nós representa muito. Hoje o Governo Flávio Dino deixa sua marca na história da Educação do Campo do Maranhão”, afirmou a professora Maria Leomar Pereira de Sousa, durante a entrega da Unidade Integrada Roseli Nunes.

Enquanto isso, na sede do município, o governador Flávio Dino inaugurava um ginásio poliesportivo, 8 km de estrada vicinal que vai até o Povoado Baixão dos Caboclos, entregava cinco títulos de terra e também a inauguração de um sistema de abastecimento de água que resolveu os problemas de falta água na cidade.

Dona Iracema Souza, 53 anos, falou da alegria de ter o problema sanado com a rede plena de distribuição construída pela Caema: “A gente está bem animado com essas coisas, porque estão vindo para cá. Aqui antigamente faltava água demais, a gente ia buscar água lá embaixo. Agora não, graças a Deus!”. 

O governador também vistoriou as obras de uma cozinha comunitária que vai fornecer 300 refeições por dia ao preço de R$ 2,00. 

Lagoa Grande é integrante do Plano Mais IDH e por isso também foi contemplada com as entregas de 2.000 kg de sementes de arroz e 5.000 kg de sementes de milho, 204 itens esportivos, além de sete kits de irrigação de 500 m² para agricultores familiares. 

Entre as novas obras, houve assinatura de ordem de serviço para construção de dois poços em povoados e um reservatório de água com capacidade de 300 mil litros para a sede, investimento de R$ 546.358. Foi também autorizada a construção de uma escola de ensino médio.

Para incentivar oportunidades de trabalho, houve também entrega de 15 certificados do Curso de Mecânica e Manutenção de Motos pelo Programa Mais Qualificação para o Trabalho, assinatura de contrato para realização de ações de qualificação profissional a 149 trabalhadores e trabalhadoras nas áreas de Artesanato e Turismo, assinatura de termo de doação de dois terrenos no Centro para construção da Delegacia de Polícia Civil e do Comando da Polícia Militar, além das entregas de um kit de irrigação de 1000 m², um motocultivador e uma forrageira.

“É o melhor governador que já tivemos, é o melhor Governo que Lagoa Grande já viu”, comentou o prefeito do município, Chico Freitas. 

Lago do Junco
No segundo município visitado no dia, o governador inaugurou obras e mais uma escola na Região dos Lagos. Dessa vez, foi a reforma do Centro de Ensino José Malaquias e a revitalização da quadra poliesportiva da escola, uma parceria entre as secretarias de Infraestrutura (Sinfra) e de Educação (Seduc). 

A escola existe desde 1978 e homenageia um alfabetizador da cidade. A última reforma foi em 2010. A antiga gestora realizava pequenas obras com apoio de rifas e da comunidade. São 333 alunos beneficiados pela atual reforma promovida pelo Governo, como contou Tonicilva Nena da Silva, gestor da unidade escolar. 

“Estava deteriorada, e agora com certeza melhora o desenvolvimento estudantil quando o aluno se sente bem, num ambiente agradável como esse aqui”, afirmou. 

O município também foi contemplado com o início das obras de pavimentação do Programa Mais Asfalto, entrega de 204 itens esportivos, de 1.500 kg de sementes de arroz e 3.000 kg de sementes de milho e assinatura de ordem de serviço para construção de dois sistemas de abastecimento de água em povoados. 

Raimundo Menezes, 52 anos, beneficiado com o Mais Asfalto: “A situação estava precária e agora não é promessa, está iniciando e a população está muito feliz com esse asfalto chegando”.

Lago dos Rodrigues
Em Lago dos Rodrigues, o governador também acompanhou o início das obras do Mais Asfalto e realizou a entrega de 204 itens esportivos, de 1.000 kg de sementes de arroz e 3.000 kg de sementes de milho, além da assinatura de ordem de serviço para dois sistemas de abastecimento de água. 

O prefeito Edjaci Leite falou das obras e de outras ações do Governo do Maranhão que estão sendo realizadas no município: “Estamos na véspera do Natal e estamos recebendo um presente do governador Flávio Dino. Nós tínhamos povoados sem abastecimento de água e já temos e fomos presenteados com duas Escolas Dignas que estão em fase de construção; era a ajuda que nós precisávamos”.

Candidatos do concurso da PM devem consultar local de prova a partir desta quarta (13)

Cerca de 10 mil inscritos participaram do Aulão da PM em Imperatriz e São Luís
 Fonte: Secap
12/12/2017

Os candidatos do concurso público da Polícia Militar no Maranhão devem consultar a partir desta quarta-feira (13) o local das provas objetivas, que serão aplicadas no domingo (17) nas cidades de São Luís, Imperatriz e Caxias. A consulta estará disponível no site http://www.cespe.unb.br/concursos/pm_ma_17

As provas objetivas para os cargos de nível superior terão a duração de 3 horas e 30 minutos. Elas serão realizadas às 8 horas (horário local). Já as de nível médio terão igual duração, mas começam às 15 horas (horário local).

O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização das provas no mínimo uma hora antes do início do exame. É preciso levar caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, o comprovante de inscrição e o documento de identidade original.

Será eliminado do concurso o candidato que, durante a realização das provas, for surpreendido portando aparelhos eletrônicos (tais como celulares e mp3), relógio, óculos escuros, chapéu, embalagens e outros materiais. Para ver a íntegra dos itens proibidos, acesse o endereço http://www.cespe.unb.br/concursos/pm_ma_17/arquivos/ED_6_PM_MA_2017___LOCAIS.PDF.

O concurso oferece 1.214 vagas nas carreiras de soldado e tenente, com exigência de níveis médio e superior, respectivamente.

Candidatos fogem ao debate para eleição no CREA/MA

Rita de Càssia foi um dos dois candidatos a comparecerem ao debate que não aconteceu
Cinco candidatos – Berilo Macedo, Paulo Rogério, Eufrázio Bezerra, Rogério Carlos e Walter Sousa – à presidência do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (CREA-MA) fugiram ao debate técnico programado pelo Fórum Nacional da Sociedade Civil nos Comitês de Bacias Hidrográficas (FONASC-CBH).

Na tarde de segunda-feira 11 de dezembro compareceram ao local apenas os concorrentes Vilson Silva e Rita de Cássia Cunha. Os dois, por intermédio de assessores, lamentaram a ausência dos concorrentes e consideraram deselegante o comportamento dos companheiros de pleito.
“Perderam a oportunidade de mostrar que conhecem o sistema e estão preparados para administrá-lo, com métodos e práticas renovadoras”, observou a candidata por intermédio do porta-voz. “É pena que tenhamos perdido a oportunidade de falar a muitos colegas sobre nossos planos e de como podemos resgatar o Conselho”, complementou o candidato Vilson Silva.
Repúdio – O Coordenador Nacional do FONASC-CBH, João Clímaco Soares de Mendonça Filho, e a chefe do Escritório em São Luís, engenheira civil Theresa Cristina, lamentaram a “indisponibilidade dos ausentes, que deixaram de participar de um momento ímpar da Engenharia do Maranhão”.

Os dois repudiaram o gesto e os argumentos apresentados pelos faltosos, considerando que estes foram “ofensivos e grosseiros à nossa iniciativa”. Entenderam que a ausência foi justificada por explicações “insustentáveis e incompatíveis com o Estado Democrático de Direito” e o cenário de transparência “que a nação brasileira constrói a cada dia”. 

CONCURSO: 100 mil disputam vagas na PM/MA

Cerca de 100 mil candidatos disputam 1.214 vagas nas carreiras de soldado e tenente, com exigência de níveis médio e superior, no concurs...