Vereadores do PCdoB querem amplo debate sobre transporte coletivo

Vereador Marco Aurélio

 
O vereador Marco Aurélio da Silva Azevedo (PCdoB), o professor Marco Aurélio, defendeu quarta-feira (6) na tribuna “Freitas Filho” a necessidade de uma melhor condição de transportes públicos e de respeito aos usuários em Imperatriz. “Esse problema é a grande causa do clamor da sociedade imperatrizense que anseia por uma solução no transporte público”, frisou.
Ele assinala que o problema é uma responsabilidade de todas as autoridades, incluindo o Poder Legislativo, pois é uma situação que se arrasta ao longo do tempo, porém nestas últimas semanas o caos no transporte coletivo tem se agravado cada vez mais em Imperatriz.
“Nós precisamos discutir esse problema, pois essa legislatura começa agora, e até então muitos dos vereadores que aqui chegam ou retornaram não tinha força para participar e dar sua parcela de contribuição. Esse é um momento oportuno para que todos nós nos envolvamos nessa causa”, conclamou ele.
Marco Aurélio ilustrou que “não é usuário de transporte coletivo, mas tinha ideia de como estava o problema, pois durante uma semana no mês passado ‘testou’ o serviço de passageiro em vários bairros em Imperatriz”. “Fui usuário durante uma semana do serviço, principalmente da empresa Viação Branca do Leste (VBL) para que tivesse uma melhor compreensão da situação que está sendo vivida pelo cidadão que depende do serviço público de transporte de passageiros”, disse.
Ele constatou in loco que “participar da rotina do transporte público é um grande sofrimento, pois a maioria da comunidade não dispõe de condições de pagar [diariamente] o serviço de mototáxi ou não tem um veículo [carro ou motocicleta] para se deslocar ao trabalho, a escola ou lazer”. “É impressionante como o usuário está sendo tratado, pagando uma tarifa cara, de R$ 2,30, por um serviço precário”, dispara.
Superlotação – O vereador Marco Aurélio denuncia que experimentou o transporte público da VBL das linhas que operam nos bairros São José, Santa Rita, Vila Fiquene, Vila Redenção, Vila Cafeteira e do Conjunto Vitória. “Verifiquei ônibus com superlotação, situação que tem se agravado, principalmente nos micro-ônibus em substituição aos ônibus maiores e a demora nas paradas de ônibus que chegam há quase duas horas”, conta.
Vereador Carlos Hermes
O vereador Carlos Hermes Ferreira da Cruz (PCdoB), o professor Carlos Hermes, propôs nessa quinta-feira (7) durante entrevista à reportagem que à Mesa Diretora promova um grande debate sobre a situação do transporte coletivo de passageiros em Imperatriz.
“Nós queremos que sejam convocados para esse debate o dono da empresa VBL; o secretário Jota Ribamar (Trânsito), o Ministério Público do Maranhão e os representantes do Movimento Público Fora VBL”, disse ele, que ressalta o crescimento do movimento que conquistou os usuários, os estudantes universitários e as redes sociais.
Carlos Hermes observa que essa manifestação representa o clamor da sociedade imperatrizense que não suporta mais esse caos no transporte público de passageiros na cidade de Imperatriz. [Da Assessoria]
Fotos: Fábio Barbosa/Ascom


Imperatriz puxa alta de empregos no Maranhão

Fonte : Secap Texto : Ligia Teixeira 22/11/2017 O mais recente Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do ...